• Virtual Floripa

Trilha Ilha do Campeche


Foto:Google-Imagens

Considerado o mais importante sítio arqueológico de Florianópolis, a ilha fica em frente ao Pontal do Campeche. Um local místico, onde homens primitivos viveram há cerca de 5 mil anos, deixando como grande legado a maior concentração de inscrições rupestres de Santa Catarina.

Mesmo tendo algumas inscrições dinamitadas por ingênuos caçadores de tesouros no passado, os sinais nos paredões de diabásio, ainda são visíveis na parte Oeste da ilha, voltada ao mar grosso. As inscrições rupestres, chamadas de petróglifos, têm cerca de um centímetro e meio de largura, com meio centímetro de profundidade, sendo polidas por dentro.

Em 1845, D. Pedro II visitou o lugar, acompanhado de uma comitiva imperial. Uma época em que os quatis ainda não haviam sido introduzidos no ecossistema local. Atualmente, a presença desses animais simpáticos, que tanto encanta o turista, é um erro e desequilibra a fauna e a flora da ilha, pois acabam com a vegetação, comem os ovos das aves e chegam a roubar comida dos visitantes.

Situada a Sudoeste da Ilha de Santa Catarina, a Ilha do Campeche possui 800 metros de comprimento por 300 metros de largura. O ponto mais alto é o Morro do Norte, com 85 metros. A Oeste fica a Praia da Enseada, abrigada dos ventos, onde os barcos podem ancorar.

Atualmente, a ilha é gerida pelo IPHAN e os passeios partem de três pontos da cidade. O principal deles é o trapiche na Praia da Armação. Mas, também pode-se utilizar o transporte por botes que partem da Praia do Campeche e os barcos de passeio que saem da Barra da Lagoa. Contudo, é importante saber que o local é uma área de preservação e nele não se pode acampar, nem mesmo acender fogueira.

Muitas Trilhas

Os 382 mil metros quadrados são cortados por inúmeras trilhas que, a cada temporada, são abertas ou fechadas conforme a necessidade de conservação. Na temporada 2015, apenas 04 trilhas estavam abertas a visitação, organizadas em 05 roteiros – Letreiro, Pedra Preta do Sul, Pedra Fincada, Volta Leste e Volta Norte. Para realizar as trilhas, por questão de segurança e conforto, é imprescindível que o visitante esteja munido de um calçado, pois há espinhos de Paineira no solo.


Atenção: As trilhas são pagas e só podem ser feitas com acompanhamento de um Monitor Ambiental.


Fonte: Guia Floripa

© 2020 Virtual Floripa. Todos os direitos reservados.

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now